Município não aderiu ao Consórcio de vacinas - clique na imagem

 

Publicado em: 08/03/2021 16:06 | Fonte/Agência: PMSJBV

Whatsapp

 

Na manhã desta segunda-feira, dia 8, a Prefeitura de São José da Boa Vista emitiu uma nota de esclarecimento explicando as razões pelas quais não aderiu ao Consórcio formado por diversos prefeitos do País que pretendem adquirir vacinas contra a COVID-19. A nota trás explicações do prefeito José Lázaro Ferraz detalhando sobre os motivos que o levaram a essa decisão. Entre outras palavras, Dr. Zezinho afirma que a decisão foi tomada após serem ouvidas as entidades CNM – Confederação Nacional dos Municípios com sede em Brasília e o Consórcio Paraná Saúde. No entendimento da atual administração a compra de vacinas sempre foi e deve continuar sendo uma responsabilidade do Governo Federal, o qual detém a coordenação nacional do PNI - Programa Nacional de Imunização. O prefeito também deixou claro que os municípios que desejarem adquirir vacinas contra o novo coronavírus por conta própria terão que se responsabilizar pelo transporte, pelo armazenamento, além de outras condições que garantem a qualidade dos imunizantes. Dr. Zezinho acredita que em Municípios pequenos, como é o caso de São José da Boa Vista, não há condições técnicas e operacionais para esse tipo de responsabilidade. “Temos o risco de perder materiais por mau armazenamento e transporte das vacinas, gerando prejuízo financeiro ao Município e obviamente, colocando em risco a saúde da população”, concluiu o prefeito.

Clique no link a seguir e veja a Nota de Esclarecimento na íntegra.